BARONS

BARONS

Marvel Battle Lines – O Yu-Gi-Oh da Marvel




Vicia, e ainda pode jogar a hora que quiser




Marvel Battle Lines_cartaz

No dia 28/10/2018 um novo jogo com os personagens da Marvel foi lançado e apesar de não ter chamado minha atenção no inicio, após 10 minutos de jogo, eu já estava viciado…

Veja, todo mundo gosta de Yu-Gi-Oh! (menos os evangélicos), e todo mundo adora a Marvel, então por que não, sei lá, talvez, se por um acaso, alguém, tivesse a brilhante ideia de juntar as duas coisas num só jogo????

Conheçam então: Marvel Battle Lines, o novo jogo de estratégia mobile da Marvel em conjunto com a Coreana (isso aí, eles estão em todo lugar) Nexon Mobile, que mistura um jogo de cartas em um tabuleiro, com heróis, vilões e outros itens icônicos do universo Marvel, em batalhas por turnos.

Já começou a jogar? Temos um guia inicial também

Detalhes e Diferenciais do Jogo

Quem acompanha o site a mais tempo, sabe que já passamos um bom período jogando ‘Marvel Puzzle Quest‘ e que atualmente estamos focados no ‘Marvel Future Fight‘, então aproveitando isso, vamos levantar alguns detalhes que por enquanto vem me fazendo gastar meu curto tempo com esse novo game.

Personagens jogáveis

Querendo ou não, o principal motivo para fazer qualquer um preferir o MBL (sem referencias politicas, por favor), ao invés de um Yu-Gi-Oh! da vida, é o fato de que um ‘Gaia: O Cavaleiro Feroz’ jamais será um ‘Pantera Negra’!

Logo, o mais importante em um jogo baseado no universo Marvel, sããão…….. exato! Personagens Marvel! E o game não decepciona no seu primeiro release, com um total de pouco mais de 200 cartas diferentes.

Personagens e seus efeitos de uso || Ataque de Coulson, Drax, Stick e Shang-Chi

Infelizmente nem todas as cartas são de personagens, existem cartas de efeito, que aumentam ataque ou vida dos seus personagens, ou então destroem, ou enfraquecem os inimigos. Alguns exemplos de cartas como essas são: ‘Vírus Tecnorgânico’, ‘Ataque do Aeroporta-aviões’, ‘Cálice da Cura de Asgard’, entre vários outros.

Além das cartas “mágicas”, temos também vários minions, que até são úteis no começo, mas logo só valem pelos prêmios ao completar certos Desafios. Dentre os “minions” estão: Agentes genéricos da SHIELD, diversos esqueletos de Hel, demônios de fogo de Muspelheim, ninjas do tentáculo….

A aparência pode não fazer a diferença nesse jogo, já que as skills não são gráficas, mas um Drax Pistola desses é pra se aplaudir

Drax Marvel Battle Lines

Eita homão verde da por$$$!

Mas falando em personagens mesmo, assim como o ‘Puzzle Quest‘ o game se aproveita muito bem do fato de os personagens não precisarem de skills gráficas, e apesar disso parecer ruim, dá a oportunidade de qualquer um ser inserido no jogo.

Quando eu digo qualquer um, é QUALQUER UM mesmo!

Não acredita??? Karen Page e Foggy Nelson estão no jogo!!
Black Mariah e Cottonmouth de Luke Cage estão no jogo…

Além desses mais exóticos, temos os Vingadores, Guardiões da Galáxia, Asgardianos, Sexteto Sinistro, Defensores, Mestres das Artes Misticas…
O que NÃO temos ainda: X-Men e Quarteto Fantástico, acredito que são os personagens que mais serão pedidos nos próximos meses do jogo.

Jogabilidade

Já adianto que a melhor coisa na jogabilidade desse game é que não existe o conceito de energia, ou seja, enquanto seu celular tiver bateria e internet você pode jogar a vontade os diversos modos presentes no jogo.

O game se resume a um tabuleiro de 4×3 onde os jogadores (ou jogador vs IA) devem ir rodada após rodada, posicionando seus personagens, afim de, no melhor estilo jogo da velha, conseguir completar com seus personagens, uma linha, coluna ou diagonal.

Ele conta com diversos modos de jogo, não muito diferentes entre si, mas com recompensas e história diversificadas, como uma Campanha convencional, PvP de Ranking, eventos e desafios semanais, entre outros modos parecidos tanto PvP como “PvM”.

Falaremos mais da jogabilidade no Guia Inicial do jogo, mas é basicamente: Você monta um Deck com 12 cartas, dessas você vai ficar com 4 na mão disponíveis para jogar, e poderá jogar uma por rodada. O objetivo é conseguir organizar seus personagens em linha na tabela (horizontal, vertical ou diagonal) para assim causar dano aos pontos de vida do adversário.

Ao mesmo tempo seu adversário tentará a mesma coisa, e você também terá que impedir que ele forme linhas com os personagens dele. Enquanto fica essa disputa por espaço, você deve recolher Fragmentos de Cubo que aparecem aleatoriamente no campo para poder utilizar personagens mais poderosos, e usar o poder de seus personagens e cartas mágicas para abrir espaço para suas jogadas.

A História do Jogo

Sei que quase ninguém se importa, e até por isso vou só dar uma resumida. Pra quem gosta de história, o que vem a seguir contem spoilers ¬¬
Durante uma disputa no espaço entre a Hidra e o Caveira Vermelha, contra o Capitão América e os Vingadores pelo Cubo Cósmico, o artefato então se parte em milhares de pedaços, que caem na Terra.

Historia Marvel Battle Lines

Caveira Vermelha, Homem de Ferro e Homem Absorvente na mesma história… amo HQs!!

Eis então que o seu personagem toca em alguns fragmentos e acaba por conseguir controlar o poder vindo do cubo. Para encaixar a história na jogabilidade do game, nesse momento o Stark te presenteia com uma luva chamada S.P.I.K.E., que permite que você visualize a energia do cubo através de cartas. Sei que não faz o menor sentido, mas ignore essa explicação e siga que a história, se não é interessante, pelo menos vale por ver os personagens interagindo.

Depois dessa introdução, à história e como jogar, portais são abertos e daí em diante a história se passa em diversos lugares, iniciando por Asgard e as dezenas de personagens relacionados a Odin e Thor.

Problemas

Minha primeira dificuldade, foi em descobrir as regras do jogo. Apesar de não ser muito complexo e cheio de regras, poderia existir pelo menos um mini-guia para os iniciantes, falando principalmente dos “matches” e trocas de cartas da mão e modos de jogo.

Spike Marvel Battle Lines

Ok, essa é oficialmente a pior explicação para um jogo Marvel 😀

Poucas cartas no Deck (12), não é exatamente um problema, já que faz parte da jogabilidade obrigar o jogador a escolher bem as cartas que vai levar para batalha, porém acabam fazendo com que você fique com muitos personagens que poderiam ser bons ou que você é fã, parados no seu inventário.

É um Freemium. Isso quer dizer, que como todo jogo que é gratuito para jogar, quem paga terá vantagens, e se a empresa responsável não souber dosar esse conteúdo pago, o jogo pode perder totalmente o apelo muito rápido.


Guilda (Aliança)

Ao alcançar o nível 15 você já pode criar a sua própria aliança dentro do jogo.

Como nunca se sabe o dia de amanhã, logo no segundo dia de jogo já criei a Barons lá, antes que alguém roubasse o nome. Então caso você tenha gostado do jogo e queira participar, vá lá no rodapé em ‘Guilda’, depois na clique na aba ‘Buscar Guilda’, digite BARONS (Tudo maiúsculo) e venha se juntar a nós.

Participando de uma guilda, além do bate-papo interno, ainda é possível enviar cartas para os outros aliados.


Marvel Battle Lines parece ser um jogo muito interessante, e assim como o ‘Puzzle Quest‘ é muito viciante no principio, principalmente por não ter a limitação de energia que praticamente todos os jogos possuem.

A grande dúvida é em relação ao futuro do game, jogos online devem ser muito bem pensados para que não existam personagens muito “apelões” e outros fracos demais, além de ter o fator monetização que pode matar o jogo antes mesmo dele fazer sucesso. Mas por enquanto ele vem sendo uma grata surpresa pra mim.

Gostou? Segue o guia pra quem está começando agora



0 Comentários

Deixe o seu comentário!