BARONS

BARONS

O Cavaleiro da Lua – Super-Herói ou Super-Maluco?




Conheça um pouco do primeiro arco dessa nova série




Cavaleiro da Lua - cartaz

Em 2016 o Cavaleiro da Lua está de volta aos quadrinhos da Marvel e para ser bem sincero, só procurei ler essa HQ por causa do visual do Cavaleiro que rivaliza com o Azrael da DC entre os meus favoritos das HQs. Para minha felicidade, além da arte de Greg Smallwood ser excelente, o personagem também é bom, e apesar da história meio doida é muito interessante.

Marc e Khonshu - Cavaleiro da Lua

Conversa entre Marc e o deus Khonshu

Welcome to the new Egypt

Bem-vindo ao novo Egito é o primeiro arco dessa nova fase do Cavaleiro, e abrange as edições de #1 a #5.

O que sabemos de Marc Spector é que ele era um mercenário que morreu no Egito aos pés da estátua do deus da lua Khonshu e foi ressuscitado por ele para se redimir como o Cavaleiro da Lua. Pelo menos isso é o que ele acreditava, já que a história se inicia num manicômio, onde Marc está internado e de acordo com a doutora chefe, ele vive lá desde a infância e que durante esse tempo ele já manifestou várias personalidades – exatamente as que ele considerava como álter egos, como o taxista, o playboy e o super-herói. Tudo que ele acredita que é e fez, são obras da sua imaginação de acordo com a médica.

Manicômio - Cavaleiro da Lua

Marc em seu lar, o manicômio

Porém ele custa a acreditar, e na sua mente o deus Khonshu diz que tudo isso é obra do deus Seth querendo retornar a vida e subjugar os humanos.

Marc deve escapar do hospital controlado por Seth e impedir que o deus renasça, ou tomar seus remédios e aceitar que é maluco?

Sobre a HQ

A história nos mostra as duas visões do Marc, quando ele vê o mundo “real” e quando ele acredita ver os monstros de Seth destruindo o mundo.

Em nenhum momento fica claro se ele está louco ou não, quando aparece alguma coisa que você pensa “poxa vida ele era doido mesmo!” antes de terminar a edição a história te apresenta alguma coisa para você pensar diferente.

Algo interessante nesse arco é a mitologia criada, principalmente a mistura de deuses egípcios, mundo atual e aliens do passado (quem não ama os “ancient aliens” né History Channel…). Os planos dos deuses e o motivo do “sumiço” deles.

Doutora Emmet - Cavaleiro da Lua

Ammut a demonia ou Emmet a doutora?

Como eu disse no princípio o visual do Cavaleiro é um dos meus favoritos do mundo das HQs, e nessa nova fase do herói deixaram tudo mais incrível, além de usar muito branco para normalmente contrastar com a noite – afinal, o habitat do Cavaleiro da Lua é noite. Os desenhos não são pintados como estamos acostumados, a mente do protagonista foi fortemente inspirada em Sandman, com um estilo rabiscado, como se feito a caneta mesmo (é claro que deve haver um termo correto para esse estilo, mas sou só um simples fã de quadrinhos), no restante do tempo eles também fogem daquela coloração tradicional da Marvel, que normalmente usa uma pintura mais solida.

Concluindo…

Já adianto que como história para você conhecer o personagem, esse primeiro arco não é muito útil, já que é muito focada na pessoa Marc Spector e o herói Cavaleiro da Lua deixado em segundo plano, é verdade que é interessante conhecer os problemas da pessoa Marc, porém por não ser um arco de origem, pode ser meio estranho para a maioria dos leitores que não conhecem nada a respeito do personagem. Particularmente eu esperava aquele esqueminha de sempre, de como ele se tornou super-herói, onde adquiriu suas habilidades e ver um pouco da maneira dele de combater o crime. E na verdade passamos a história toda sem nem saber se ele é mesmo um herói ou só um maluco.

Enfermeiros - Cavaleiro da Lua

Seguidores de Seth ou simplesmente enfermeiros babacas?

Entretanto se você não é daqueles leitores que só querem pancadaria, que curte uma história mais “profunda” e um certo mistério, é uma ótima HQ, e principalmente deixa aquela vontade de continuar acompanhando os arcos seguintes que ainda serão lançados.


Tags do post:


Close