BARONS

BARONS

Star Wars: O Despertar da Força




Pra fechar o ano de maneira épica




Cartaz Star Wars O Despertar da Força

Jesus, Maria, José! Por onde começar?!
Certo, resumo rápido do enredo: Episódio IV só que melhor. A galáxia está sob o domínio de um império maligno (ainda não é um imperio), os jedis não existem mais, o imperador tem um pupilo sith que fica disputando espaço com o chefe militar, temos um novo jedi despertando e um cara das antigas sendo pai/mentor. Vou parar por aqui para não espirrar spoiler por ai, mas segue tudo que deu certo no primeiro filme da série.

PERSONAGENS

O filme alem de ser o despertar da força, também é o despertar de alguns atores, principalmente a dupla principal Daisy Ridley (Rey) e John Boyega (Finn), o que é uma baita aposta considerando a grandeza de expectativas para um filme como esse, e parabéns a todos os envolvidos, porque eles são a alma do filme.

Rey e BB-8 Star Wars

Rey e BB-8

Rey: Essa menina conseguiu o impensável esse ano, roubar meu coração da Rebecca Ferguson. Que atuação magnífica, dramática, forte e engraçada, com uma delicadeza que destoa de todo aquele deserto, mas que em todo momento mostra independente e tudo o que aprendeu para viver num local como aquele.

Finn: John Boyega é de longe o mais expressivo do filme, toda aquela animação que ele estava durante a publicidade do filme, você vê na tela, ele aparentemente é um ótimo ator e ainda somado a idolatria dele por Star Wars, deixou Finn sensacional, é ele quem move a história, além de ser o mais engraçado.

Poe Dameron: É uma espécie de Luke Skywalker nice guy, porque na boa, Luke sempre foi um babaca, já o Poe me surpreendeu, achei que seria só mais um cara mas ele é muito bom, tanto o personagem como a interpretação de Oscar Isaac.

Han Solo: É uma pena que Harrison Ford esteja velho, mesmo com aquela cara de quem está de saco cheio, Han da uma outra dimensão ao filme, serve como a melhor nostalgia possível para os fãs antigos e da um rumo a história para os mais novos.

Kylo Ren: É um fanboy de Darth Vader, que se molda ao máximo a figura de seu ídolo e tem como objetivo terminar o que Vader começou a 30 anos atrás. Adam Driver é estranho, ponto, aceite isso. Se o cara é esquisito, ele provavelmente vai fazer personagens esquisitos, gostei do Ren, ele é o contrario do próprio Anakin, já está do lado negro mas é tentado pela luz a todo momento, e Driver expressa muito bem esses conflitos internos, o personagem se fortalece na dor e no ódio, é um aprendiz Sith genuíno.

Kylo Ren e Stromtroppers Star Wars

Kylo Ren e Stromtroppers

O carisma que todos os personagens tem é um dos maiores diferenciais do filme, os caras conseguiram colocar a alma de um cachorro em um robô, BB-8 é um personagem que apenas apita e movimenta sua “cabeça” e mesmo assim consegue ser mais expressivo que grande parte de Hollywood.

ENTÃO É TUDO PERFEITO?

Infelizmente nada é perfeito na vida, para mim o filme cai em qualidade no ultimo ato, não pelos acontecimentos e pela história, mas pelo modo com que as coisas acontecem, vou deixar os spoilers para a área reservada no fim do post, mas de uma hora para outra acontece um boom muito grande, certas coisas não precisavam acontecer já, outras poderiam ter acontecido de outra forma, enquanto tinham coisas que apareceram a deixa para serem exploradas mas não foram. Isso não quer dizer que foi ruim, quer dizer que não foi perfeito como estava sendo o restante do filme.
Para mim foi só isso, mas para um pessoal mais chato, o filme é uma copia da trilogia original só mudando a ordem dos fatos. Realmente praticamente tudo acontece (ver detalhado abaixo na zona de spoiler) mas o que interessa é que a história é muito boa e o filme é incrível, achou ruim assiste o episódio I.

OS DIFERENCIAIS

TODOS os diálogos parecem terem sido revisados até ficarem marcantes, nenhuma palavra é dita sem objetivo, todo dialogo tem um peso, ou para a história ou para simples construção de personagem, é um show de roteiro.
E falando em roteiro, os roteiristas Lawrence Kasdan, Michael Arndt e J.J. Abrams (além dos outros consultores não creditados) usaram todos os artifícios conhecidos do cinema, a básica jornada do herói, o efeito de nostalgia, a repetição do que já deu certo… Tudo isso com um grande polimento para tornar tudo natural, JJ tem o dom de manter o filme imprevisível, em muitos momentos você espera que algo aconteça e se surpreende que não acontece como o imaginado, fugindo do fácil e deixando a história mais emocionante.

Han Solo e Chewbacca Star Wars

Han Solo e Chewbacca

ENFIM

Não posso quantificar como é bom esse filme, e na verdade ninguém que tenha Star Wars como parte do seu caráter e gostos deveria dar uma nota, para mim no geral, analisando como um filme, é o melhor Star Wars já lançado e mesmo gostando da última trilogia lançada, sei que esse é o filme que os saudosistas aguardavam desde o episódio VI.
Como filme é uma aula de construção de personagens, poucos filmes conseguem mostram tanto a respeito de dois protagonistas e fazer o público se apaixonar por eles como esse. Você dividir tempo de tela com Han Solo e ser tão querido quanto ele, é para poucos, é muito carisma para uma tela só.

É até difícil explicar o que foi esse filme, amei, como disse, é o melhor filme da franquia e já mora fácil no meu coração, mas infelizmente não foi perfeito, faltou pouco, mas faltou, e como foram pontos específicos eu preciso citar spoilers, então se você já assistiu ao filme, o tópico abaixo é para nós discutirmos o lado negro de Star Wars O Despertar da Força.
Pra você que ainda não assistiu, não perca tempo, assista e volte para comentarmos a respeito.

Kylo Ren vs Finn Star Wars

Kylo Ren vs Finn

O DESPERTAR DA FORÇA É UM REMAKE?

Bom, se você chegou até aqui é porque já assistiu ao filme, ou ignorou todos os avisos acima e quer tomar spoiler na cara, seja qual for o seu caso nesse ponto discutiremos os pontos exatos do filme que tornam Star Wars 7 o melhor filme da franquia mas não o melhor filme da história do mundo.

Temos primeiro a reclamação da internet leite com pera sobre esse filme ser quase um plagio do primeiro filme da série, e se você prestar atenção é basicamente a mesma história contada com personagens diferentes. Vamos analisar:

FILME 1 – No original, Luke não tem pais (no começo temos muita informação sobre pai e mãe dele) e vive em Tatooine, um planeta desértico onde acaba encontrando por um acaso R2-D2, um droide que tem uma mensagem que acaba o levando a uma aventura que irá mudar o futuro de toda a galáxia.
FILME 7 – No novo filme também não conhecemos os pais de Rey, que também mora em um planeta desértico, Jukku, e encontra um droide que também tem informações que precisam ser entregues e assim a aventura dela começa para mudar o destino de toda a galáxia.

Veja que em ambos um droide trás para alguém sem muita expectativa de futuro, sem relevância para mundo, e sem muito a perder uma chance de fazer a diferença, para algo muito maior que ele jamais poderia imaginar.

FILME 1 – Depois de abandonar seu lar, Luke é instruído por um mentor, Obi Wan, que lhe conta sobre universo, as lendas do passado, a situação do presente e o futuro caso nada aconteça para mudar o destino.
FILME 7 – Rey foge de seu planeta e encontra Han Solo que conta sobre as lendas do passado, a realidade atual e serve como uma espécie de inspiração para ela.

Han Solo no novo filme, serve como figura paterna que Obi Wan foi para Luke no começo da franquia e já já veremos que eles teram mais ainda em comum.

FILME 1 – Do lado malvado do filme, temos um vilão mascarado (Darth Vader) e super poderoso mas que não tem tanto respeito do seu exercito com quem ele divide a liderança com um comandante militar normal e ambos recebem ordens de uma figura misteriosa que é o imperador.
FILME 7 – Kylo Ren se veste de preto, usa uma mascara e é extremamente poderoso na força, mas não tem toda a moral esperada com o seu exercito, os homens tem muito mais medo do que respeito e o líder militar do exercito disputa com ele a posição de braço direito de um líder supremo misterioso.

Nesse caso o filme explica o porque da similaridade entre os vilões, Ren é um fã de Vader. No primeiro a pouca moral de Vader se deve a um desconhecimento do seu verdadeiro poder (a força era uma lenda), já Ren não tem o respeito que ele quer por ser apenas um aprendiz em treinamento, além de temperamental.

FILME 1 – Já avançando bastante temos a morte do mentor pelo vilão, Vader antigo aprendiz de Obi Wan o vence e o mata na frente de seu novo pupilo, Luke assiste tudo sem poder fazer nada.
FILME 7 – Kylo Ren mata Han Solo, seu pai (de certa forma antigo mentor) na frente de sua nova “filha” que também assiste a tudo sem poder fazer nada.

A morte do mentor trazendo a ira e aumentando a motivação do herói da série acontece de maneiras bem similares nos dois filmes e também servem para que nós percebamos que o vilão não está para brincadeira. Em ambos os casos também serve para dar uma aposentada no ator do filme por inúmeros motivos. No primeiro filme não temos uma morte tradicional já que aparentemente Obi Wan nem é atingido, parece que ele só fugiu, mas não era tão necessário vermos ele morrendo de forma trágica pois já sabíamos que Vader era zika, já Han Solo é realmente perfurado pelo sabre do Ren, principalmente porque sabíamos que o vilão era mau, mas mesmo assim tinha suas ressalvas, então morte trágica pra ele, para mostrar que o cara deve ser odiado pelos heróis e pelos espectadores.

FILME 1 – Para finalizar logo, temos a ameaça principal, o destruidor de planetas, a Estrela da Morte, vemos ela ser usada para mostrar todo seu poder e se prepara para um novo ataque que destruiria os rebeldes, então começa uma corrida contra o tempo para destruir a arma antes que ela dispare e os destrua.
FILME 7 – Já vimos duas estrelas da morte, então isso não assusta mais os fãs, então aqui somos apresentados a um Planeta da Morte, com capacidade para destruir vários alvos com apenas um tiro, depois de fazer sua demonstração o próximo alvo são os rebeldes, então começa uma corrida contra o tempo para destruir a arma antes que ela dispare e os destrua.

Praticamente idêntico, não? Em ambos logo que eles conseguem uma forma de destruir a arma ela é apontada para eles, colocando um fator de prioridade para a destruição da arma.

– Esse pontos são apenas alguns, talvez os mais claros, não acho que possa ser chamado de remake porque os personagens são outros e em outro tempo, mas é claro que exploraram tudo que deu certo na história original, mas também devemos lembrar que a história original tem quase 40 anos e muita gente não conhece, acho que se dá certo deve ser usado, principalmente no primeiro filme que serve mais para apresentar os personagens do que contem uma história super complexa. Mas espero que os próximos sigam caminhos próprios agora que universo foi novamente apresentado.

DEFEITOS

Posso dizer que a única coisa que não me atraiu no filme foi o final, e ai vários defeitos (na minha opinião de merda, claro) vão se acumulando.

OS EXERCITOS
Nos é dito que não existe um império,a republica ainda existe, mesmo aparentemente não tendo muita força, e a Primeira Ordem seria meio que os rebeldes da galáxia, mas pelo tamanho do exercito da Primeira Ordem e pela republica ter uma espécie de grupo rebelde, fica a duvida se o roteiro é que é furado ou se a republica que é só uma fachada e quem disputa o poder de verdade são o Time Leia contra o Time Snoke.

Primeira Ordem Star Wars

A Primeira Ordem

A BASE STAR KILLER
Muito maneiro a ideia de transformar um planeta numa arma, já que a base já está pronta, o problema aqui é que caímos novamente na pergunta do que a republica é, os caras estão transformando um planeta todo numa arma e ninguém percebe e nem desconfia?
Então chegamos ao momento da destruição dela, até hoje não entendo por que os roteiristas de Star Wars criam uma ameaça de proporções cavalares para destruir tudo em um filme de forma extremamente simples, poderíamos passar três filmes vendo eles tentarem destruir aquele planeta, nesse primeiro eu acho que a melhor opção seria eles conseguirem danificar a arma para impedir ataques imediatos mas ela continuar sendo um problema. Mas não destruíram tudo sem nem mesmo explicar se ela se movimentava ou tinham que esperar o posicionamento do planeta para fazer a mira, além de que tinha um exercito realmente gigante no planeta no momento da explosão, a não ser que eles tivessem um plano de evacuação muito bem elaborado, foi-se embora um exercito ali.
Pelo desapego no momento que eles contactam o Supremo Lider, pode ser que essa não era a única arma, ou então, se ela não pudesse se movimentar ela provavelmente seria aposentada após o sol ter se apaga totalmente então o prejuízo não teria sido tão grande, mas veremos se eles vão explicar alguma coisa nos próximos filmes.
Ainda aproveitando o tópico, o que era a defesa daquele planeta? Os rebeldes atacaram com uma dúzia de naves e eles não tiveram poder suficiente para impedir a vitoria deles?
Achei que em um roteiro tão bem acabado esses furos não poderiam existir, pode ter acontecido alguma mudança de ultima hora, algo no roteiro que foi cortado encima da hora, ou alguma mudança de ideia, mas nada justifica uma queda tão grande na qualidade.

OUTRAS CONSIDERAÇÕES
Minha ultima reclamação é sobre Phasma, eu não torci e nem esperava que ela tivesse um grande papel no filme, nem achei muito especial aquela armadura dela, minha reclamação na verdade é ela ter ajudado os rebeldes a destruir a maior arma do seu time, alguém que tem o posto e até o fanatismo dela não poderia simplesmente ceder a uma ameaça e botar tudo a perder daquele jeito.

Ouvi reclamações sobre as habilidades e conhecimentos do Finn, mas acredito que todos os stormtroopers tenham um treinamento e informações básicas iguais, além de ele não saber exatamente como destruir a arma da Primeira Ordem eles usaram a Phasma para isso.
Reclamaram também de tudo que envolveu Maz Kanata, mas simplesmente não vejo sentido nessas reclamações, ela é uma anciã como o próprio Solo diz e alem de grande sabedoria ela é muito influente, então não vejo problema algum dela ter uma estátua dela no bar ou ter adquirido o sabre do Luke.
Tem mais algumas reclamações que ouvi sobre o poder da Rey mas ninguém conhece ela, não sabemos do seu passado ou quem ela realmente será, então para mim ok dela ter conseguido usar tanto poder da força sem nenhum treinamento.

O FUTURO
Espero que a muitas das duvidas deixadas no filme sejam explorados nas sequências a seguir, é uma pena que os furos deixados quanto a Star Killer provavelmente ficarão já que ela explodiu.
Torço também para que a teoria de que Rey seja irmã de Kylo não seja verdadeira, mas seria legal se ela fosse filha de Luke, mas seria desnecessário também. E mais legal que isso tudo seria se o Finn tambem fosse um jedi, acho que o personagem merecia esse poder.
Vamos ver o que sai da cabeça dos caras da Disney para a continuação da franquia.


Tags do post:


Close