BARONS

BARONS

Kingsman: O Círculo Dourado




Como um novo inicio para a franquia




KINGSMAN O Circulo Dourado_cartaz

Kingsman: Serviço Secreto (2014), foi sem sombra de dúvidas uma das maiores e melhores surpresas que eu já tive no cinema, ação frenética, sem censura, e uma excelente criação de universo, fazendo o 007 parecer um guarda de trânsito perto dos Kingsman. 

E a sequência tem tudo que o primeiro filme teve, porém em escalas muito diferentes, para algumas pessoas isso foi bom, mas para outras nem tanto. 

Vamos às comparações

-Muito mais emotivo e com menos cenas de ação, a sequência não me conquistou tanto quanto o primeiro, mas muita gente sente falta de uma atuação mais ativa dos atores e menos brigas e tiroteios (acho que não os fãs de Kingsman, mas…).

-Por outro lado a discussão que o filme traz foi mais ativa e clara. Enquanto o original fala da necessidade das pessoas em estarem conectadas e que quando a esmola é demais, desconfie, porém mostrada de uma forma mais sutil. Nessa sequência já foram muito mais diretos na discussão sobre drogas, questionando a punição para usuários, sua culpa sobre o tamanho que o tráfico tomou e a legalização ou não de entorpecentes.

-Normalmente em franquias, o segundo filme é o meu favorito, por não precisar contar origem e nem apresentar os personagens principais e suas motivações. Porém em ‘Círculo Dourado’, temos quase uma nova origem, já que os ‘Statesman’ são co-protagonistas e precisam ser apresentados, após o fim dos ‘Kingsman’. Essa necessidade de trocar boa parte do elenco tirou muito tempo da ação e acabou deixando os novos personagens no segundo plano das lutas. 

-A parte boa disso tudo é que os ‘Statesman’ já estão apresentados e garantem o futuro da franquia, seja num possível Kingsman 3, ou até em um spin-off.

-Para fechar, mesmo tendo gostado mais do primeiro, tem algo que ele não tem e que no segundo fez grande diferença: Sir Elton John. O “personagem” dele foi simplesmente aplaudido na sessão em que eu estava, e estamos falando de um tiozinho de 70 anos, cantor romântico, que não tem absolutamente nada a ver com a violência do filme. A P L A U D I D O ! ! Quem diria hein…


Enfim, gostei do filme, mas é impossível não comparar com o primeiro, até porque ele te faz lembrar da história do anterior várias vezes, porque é uma continuação direta, mas muito também como referência para as piadas que o filme faz.

Esperava mais ação e principalmente mais ‘Statesman’ e um pouco menos de “drama”. Mesmo com Julianne Moore maravilhosa no papel da vilã da história, a participação surpreendente de Elton John, os agentes secretos americanos, a discussão levantada sobre drogas e a continuação da história do primeiro filme, o filme original é um tanto melhor, muito também pela surpresa que o filme trouxe, enquanto a sequência tinha muito hype.

Kingsman: Serviço Secreto segue sendo meu filme favorito baseado em HQs, enquanto o Circulo Dourado é um ótimo filme, mas que não consegue alcançar seu antecessor.


Tags do post:


Close