BARONS

BARONS

Guardiões da Galáxia Vol 2 – Me engravida James Gunn!!!




Starlord é o caramba, esse filme é do Drax!!




Guardiões da Galáxia 2

Não lembro de um filme em que eu tinha tanta expectativa quanto ‘Guardiões da Galáxia Vol. 2’, diferente de outros filmes que eu evito ver mais que um trailer (depois de ‘Terminator Genesys’ essa era a única saída), nesse eu vi tudo que saia, qualquer comercial de TV asiático, clipe, trailer, teaser trailer, teaser do teaser trailer… Absolutamente qualquer coisa e mesmo isso inflando o meu hype para o filme de uma maneira que eu já tinha certeza que ia me decepcionar, o filme atendeu exatamente TODAS as minhas expectativas, da sua forma, mas atendeu.

E apesar de twr visto todos os trailers, comerciais… Esse conteúdo de divulgação não entregou nada da história, até as piadas dos trailers ou foram mudadas ou foram estendidas pra não deixar ninguém sem rir.

*Antes de começar, o termo “me engravida” não quer dizer o que parece (até porque seria biologicamente impossível, além de totalmente desagradável), segue o vídeo de origem (não tem nada a ver com o filme).

Primeiro que assim como Logan, o filme não teve defeitos para mim, apesar de ter me decepcionado com alguns detalhes, eles são, se não justificáveis, pelo menos justos. Para ser especifico tiveram 3 momentos em que o filme deixou de ser perfeito, uma pequena barriga de uns 5 minutos enquanto Ego explica as coisas para o Peter – que precisava acontecer, goste ou não; a batalha do Starlord que eu achei besta e fraca, mas ela encerra de uma forma que me fez pedir desculpas por duvidar; e um acontecimento no finzinho que me decepcionou, mas é o que separa as crianças mimadas das outras (mais detalhes no trecho com spoilers).

Uma excelente surpresa foi o espaço que o Drax conquistou no filme! Simplesmente incrível como transformaram o brutamontes ranzinza no personagem mais engraçado do filme, e o melhor, sem mudar a essência dele, só dando uma aliviada na sua dor por causa da morte do Ronan e deixando ele mais a vontade pra colocar toda a sua falta de noção pra fora, coitada da Mantis que se tornou o par perfeito para ele.

Nova Equipe - Guardiões da Galáxia 2

A nova formação dos Guardiões da Galáxia

Chega a ser fascinante a forma como a Marvel pensa seu universo e como James Gunn encaixa os Guardiões nesse universo todo que está sendo criado. Vamos dizer que esse filme tem 3 ligações claras com o resto dos filmes da Marvel, mas que são apresentados de maneira totalmente despretensiosas e com naturalidade, mesmo sendo essenciais para os futuros filmes. Desde a primeira cena com a informação que esse filme se passa aproximadamente 3 antes dos dias atuais, até a última lá nos créditos que fecha a participação dos antagonistas.

Além dos elogios ao diretor do filme por ter feito o filme do Guardiões, ser um filme dos Guardiões e não ficar pensando mais no futuro do que no presente, ele também merece todos os elogios técnicos, o filme comparado com o anterior parece um jogo que você tinha jogado no ps3 e agora está jogando no ps4, todos os efeitos especiais e batalhas espaciais que tivemos no primeiro filme é repetido aqui só que com “gráficos” melhores, cada detalhe é lembrado desde o vidro da nave trincando lá no fundo da cena, até os detalhes mais claros como o planeta de Ego, tudo muito bem pensado para o 3D, que vale cada centavo a mais no ingresso, Baby Groot e Yondu que o digam…

Drax - Guardiões da Galáxia 2

That’s Awesome !!!

O filme beirou o limite do aceitável nas piadinhas, mas se recuperou antes que fosse tarde, dosou de maneira fenomenal o uso do Baby Groot, criaram artifícios muito bons para incluir a trilha sonora na história do filme – se antes as músicas já eram importantes no filme, agora elas fazem parte da história. E desde o começo também foram mostrando motivações para as mudanças e atos dos personagens mais para frente na história.

Enfim, não só ridiculamente engraçado, o filme também não deixa para trás os dramas de cada um dos personagens e o entrosamento entre os personagens e atores tornaram o a equipe uma família, comparável com o que temos em Velozes e Furiosos, aliás os filmes tem mais em comum do parece se você para pra pensar, mas essa discussão fica para uma outra hora.

Todo mundo cagou de rir (teve gente que literalmente [ler trecho com spoilers no final]), muita gente chorou e por isso essa franquia de James Gunn é tão perfeita, apesar de bem diferente do primeiro, ainda sim te faz rir durante praticamente todo o filme, depois te emociona de forma pesada e só de sacanagem te faz rir de novo.

Baby Groot - Guardiões da Galáxia 2

Ounnn

Guardiões se tornou com essa sequência, para mim se não a melhor, a mais divertida franquia de super-heróis, aguardemos Deadpool 2 para saber se Ryan Reynolds vai destruir a franquia ou se ela terá futuro.

Se não assistiu Guardiões da Galáxia Vol. 2 está fazendo o que aqui ainda, vá assistir que vale cada centavo, se já assistiu, clique no link para expandir a sequência do post COM spoilers.

#Lembre-se, o filme tem 5 cenas pós-créditos, não vá embora antes delas, pelamor de Deus!!#

É claro que esse conteúdo vai ser só para lamentar a trágica morte no filme, mas como sempre tem alguém que clica pra ler “só um pouquinho” do trecho com spoilers, vou deixar para falar mais abaixo.

Mas além da morte temos que comentar algumas cenas especificas.

A primeira cena dos Guardiões que foi mostrada no trailer como uma grande batalha contra um ser extradimensional, já começou surpreendendo com o angulo de que ela é mostrada, que ficou incrível no 3D, já não bastasse ter o fofíssimo Baby Groot como foco, a ação mostrada e o entrosamento que eles conquistaram entre o filme 1 e a sequência ficou bem legal.

Depois a revelação de que os “antigos Guardiões da Galáxia” são os líderes dos Ravagers, fica a dúvida do porquê deles terem aparecido assim, se serão vilões no próximo filme, se poderão ser aliados, se ganharão spin-off… De qualquer forma, próximo filme eles devem voltar com força, o que deve ser muito bom, o problema será como vão explorar duas equipes em um filme só.

Só para constar, a cena que eu disse lá no inicio que foi a que mais me decepcionou, foi a luta mágica entre Quill e Ego, mas no final ele se transformando no Pac Man calou a minha boca, foi surreal!

Cenas Pós-Créditos

Apesar da cena pós-credito mais besta ter sido o a do Stan Lee (mais besta porque já tinham surpreendido todo mundo na primeira aparição durante o filme), ela diz muito mais do que aparentava, já que na história que ele estava contando aos Vigias, ele lembra da participação que ele fez em outro filme, ou seja, a pessoa Stan Lee que faz aparições em todos os filmes Marvel é a mesma pessoa. Fato que não muda nada, mas é interessante (só um pouco).

Guardiões da Galáxia 2

Eles tinham dito: Vamos fazer coisas boas ou coisas ruins? – Um pouco dos dois!

A melhor cena pós-crédito pra mim foi a do Teen Groot, o Groot adolescente. Caraca aquilo sim foi inesperado, além de justo, já que ele como bebê é só fofo, mas praticamente inútil (sim, eu lembro que se não fosse ele, ninguém chegaria ao núcleo do Ego) e como eles devem aparecer no próximo Vingadores o Baby tinha que ficar para trás.

Além do tratamento de pai do Peter com o jovem Groot, o quarto todo cheio de raízes, o comportamento rebelde… ainda tiveram a sacada da mudança de voz de todo adolescente, a voz dando uma desafinada durante o “I’m Groot” foi o toque que não deixaram faltar na cena!

Por fim a cena pós-créditos que fez puxou um grito estrondoso da metade da sala, e algumas ceroulas sujas em alguma das fileiras a minha frente (sério, foi constrangedor), quando Ayesha apresenta o casulo do ser perfeito Adam Warlock! Eu realmente achei que não teríamos nada sobre ele e a Marvel iria dar um jeito de continuar com o seu universo sem o personagem, mas conseguiram segurar o segredo e quase explodiram metade dos espectadores daquela pré-estreia – a outra metade ficou com cara de paisagem sem entender o que tinha de tão incrível no nome Adam…

A morte de Yondu

Agora sim, a morte do Yondu. Cara, que tristeza!! Principalmente porque foi inesperado. Foi a mesma situação que o Quill passou no filme anterior quando salvou a Gamora, então acho que todo mundo esperava o mesmo desfecho, alguém chegando para salvá-lo, mas não aconteceu, repetiram a cena exatamente para a gente ficar tranquilo e o choque ser mais forte depois!

Ainda acho que o “We are Groot” do primeiro filme foi muito mais emotiva, mas minha maior tristeza é não ver mais o Yondu, que era um dos meus personagens favoritos dos Guardiões e que comemorei muito quando anunciaram que ele entraria no grupo nesse filme. Mas como eu disse, isso não é motivo para reclamações, se você ficar fingindo que vai matar os personagens sempre, a franquia perde credibilidade, poderia ter sido a Nebulosa? Poderia muito, mas quem se importaria, não é? Então estou chateado, mas orgulhoso pela coragem.

#WeAreMaryPoppins sentiremos saudades Yondu!


Tags do post:


Close