BARONS

BARONS

Alien: Covenant – Os Trapalhões no espaço




Alguém precisa trocar a equipe de RH dessas missões




Alien Covenant Cartaz

‘Alien’ retornou em 2017 com a missão de corrigir os erros de ‘Prometheus’ (filme que apesar de tudo, eu gosto) e com a PROMESSA de voltar ao clima de tensão do primeiro filme da franquia (Oitavo Passageiro), mas… 

Covenant

O sexto filme da franquia, ou oitavo se considerarmos os crossovers com Predador, se passa após os eventos de Prometheus, dessa vez na nave Covenant, alias o nome da nave é o único motivo de o filme não se chamar Prometheus 2.

E diferente da Prometheus, a missão da Covenant não é guiada por coordenadas pintadas em cavernas, mas seguindo dados mais concretos, analisando até de uma maneira parecida com a que usamos hoje, permitindo que eles escolhessem um planeta que se assemelhava com a Terra (de acordo com as leituras realizadas). 

Até aí, história ótima, fazendo muito mais sentido que o filme anterior, tudo bem amarrado, informações que serão usadas mais a frente no enredo, tudo maravilha. Só que uma decisão da “equipe” muda tudo.

Astronautas Trapalhões

Quem assistiu ‘Vida‘ ou imagina a dificuldade de se tornar um astronauta, uma tripulação inteligente e preparada, e protocolos de segurança são não só bem vindos, como essenciais e é por isso que o filme começa a ruir aí.

Tripulação Covenant Alien Covenant

Não confiaria meu cachorro para essa equipe, imagine a vida de 2.000 pessoas e uma nave de trilhões de dolares

Obs.: Os pontos a seguir podem contem spoilers sobre a história, mas é necessário citar para mostrar a sacanagem que fizeram nesse filme.

-Primeiro, seguir um chamado desconhecido, no meio do universo (também desconhecido) ao invés de ir para o local planejado e combinado.
*Esse é o menor dos problemas, sair dos planos iniciais de uma missão, levando 2.000 vidas junto, mas é o primeiro problema.

-Ao chegar no planeta novo e desconhecido, encontram uma tempestade gigantesca que impede que eles vejam qualquer coisa lá ou lancem uma sonda, e ao invés de esperar ou pelo menos pensar antes, mandam 75% da equipe mergulhar lá com a nave de reconhecimento. 

-Por sorte ou azar eles sobrevivem a decida, então simplesmente desembarcam todos sem nenhum traje especial ou capacete e passeiam pela nova atmosfera desconhecida como se fosse o quintal de casa.

trajes de reconhecimento Alien Covenant

Sem brincadeira, eu não entro numa floresta aqui no Brasil com um uniforme desses, imagina em um planeta desconhecido!!

-Resumindo mais algumas cenas, temos gente prendendo a amiga com o monstro e depois que a amiga está morta ela resolve abrir a porta pro monstro sair; sair sozinha depois de quase serem mortos por uma criatura na floresta; fazer sexo depois que praticamente todos os seus amigos foram mortos!!!

-Só pra encerrar e não dar spoiler do filme todo: Quem colocou um idiota, sem personalidade, carisma ou LIDERANÇA, como vice-líder!?!?!?

Pessoal… Prometheus foi esculachado por ter alguns dos astronautas mais idiotas do cinema e Covenant não só repete o mesmo erro, como também piora ainda mais a inteligência deles fazendo com que o cara que fez carinho no Alien “cobra” de Prometheus ser um gênio.

Apesar de tudo, não é um filme ruim (ou talvez seja!)

O resto do filme segue mais ou menos a mesma coisa de Prometheus, uma aventura com pitadas de terror, mas não é um suspense, até porque os Aliens são só meros coadjuvantes, além da Ripley da vez, protagonistas mesmo são os androides David e Walter. 

Só pra dar os devidos créditos a Katherine Waterston que manda até bem, mas nem se aproxima da protagonista de Prometheus (Noomi Rapace) e também é bem coadjuvante, e um tapinha nas costas do Danny McBride, que por algum motivo eu sou fã. Mas a verdade é que se só tivesse o Michael Fassbender contracenando com ele mesmo e mais um punhado de figurantes, daria na mesma.

Primeira baixa Alien Covenant

-Vou prender vocês dois aí com o monstro, e depois que ele matar vocês eu abro a porta pra ele sair.
Me parece uma excelente ideia!

A real história do filme

Tanto Prometheus, quanto Covenant e os outros dois filmes que Ridley Scott diz que pretende fazer tem uma única função no mundo, servir como background de ‘Alien: O Oitavo Passageiro’. Para mim que adoro filmes de origem, esse “projeto Prometheus” é ok.

Para quem acha que contar a origem das coisas faz com que as histórias percam a magia, ou simplesmente acreditou no Ridley Scott e esperava um filme de terror e suspense, com certeza se se decepcionou ou vai se decepcionar, não só com esse filme como com o anterior e possivelmente com os próximos.

Alien Alien Covenant

O Alien mais maneiro da franquia, e só aparece para dar aquela cabeçada do trailer

Como eu disse, gosto de ver as coisas se encaixando entre o que você já conhecia e o que está sendo mostrado do passado, mas sinceramente a importância que deram ao David foi um pouco demais pra mim, acho que deram um poder inimaginável para um simples androide, de tal forma que se fossemos pensar em um futuro próximo poderíamos ter um nêmesis do universo de bobeira por aí.


Enquanto eu digitava esse texto e lembrava do filme ele perdeu pelo menos um ponto na minha nota, e o que era um filme que eu simplesmente não achava bom (assim com Ghost in the Shell), começou a se tornar um filme que eu acho ruim, Prometheus é um filme do caramba perto desse.

Acho que Ridley Scott deve se afastar novamente da franquia e devem repensar todo o futuro dela. Quem sabe o James Cameron não larga as maluquices dele de explorar o fundo do mar, dá um tempo no “projeto Avatar” e coloca essa franquia na linha de novo…


Alien: Covenant (2017)

Viajando pela galáxia, os tripulantes da nave colonizadora Covenant encontram um planeta remoto com ares de paraíso inexplorado. Encantados, eles acreditam na sorte e ignoram a realidade do local: uma terra sombria que guarda terríveis segredos.


Diretor:

Ridley Scott


Elenco:

Michael Fassbender,
Katherine Waterston,
Billy Crudup
Danny McBride

Nossa nota: 6,5/10


Tags do post:


Close